Processo de tratamento térmico

Os circuladores de gás quente de elevado rendimento da PILLER melhoram significativamente o fluxo de calor em instalações de processamento térmico, conduzindo assim a uma distribuição uniforme e energeticamente eficiente do calor.

A troca de calor ocorre de forma rápida e contínua. Os processos de tratamento térmico controlados de forma tão precisa e confiável contribuem para uma elevada rentabilidade dos fornos industriais.

Os requisitos especiais dos processos ditam um intervalo de alta temperatura entre os 800 °C e os 1200 °C, tornando necessários materiais e construções extraordinários.

O processo térmico

Os circuladores de gás quente são parte essencial das instalações de processamento térmico. São utilizados para melhorar a transferência convectiva de calor e contribuem para a distribuição uniforme da energia. Os circuladores de gás quente asseguram uma distribuição uniforme da temperatura em instalações de processamento térmico.

As áreas de aplicação

As instalações de processamento térmico são utilizadas em muitos setores industriais para processos de tratamento térmico, p. ex., na siderurgia, indústria do alumínio, indústria vidreira e cerâmica. Os tipos de fornos equipados com circuladores de gás quente PILLER são, entre outros, os fornos contínuos, fornos de câmara, fornos flutuantes, fornos de envelhecimento, fornos profundos, fornos de alta convecção, fornos empurradores, fornos de rolos e fornos de barras elevatórias; mas os circuladores de gás quente são também utilizados em muitas instalações de secagem.

O circulador de gás quente

Design das rodas para utilização a altas temperaturas até 1200 °C. Com as nossas rodas especiais, a temperaturas de 1000 °C, é ainda possível dimensionar de forma segura velocidades periféricas acima dos 40 m/s.

Para o efeito, são utilizados materiais (p. ex., Inconel 617) para o intervalo de alta temperatura.

Além disso, estão disponíveis outros materiais especiais, como, p. ex., 1.4835 (Avesta 253 MA) ou Inconel 602 CA, adaptados às diferentes condições atmosféricas do forno.

Vídeo PILLER – Panorama da produção

Inicie o vídeo e fique com uma impressão da nossa produção! Que estações de trabalho existem? Que máquinas de alta tecnologia são utilizadas e como é assegurada a qualidade?